a



» sexo
» beleza
» use e abuse
» gente
» esoterismo
» moda
» ela+ele
» comportamento
» saúde
» vida light
» gdes mulheres
» só deles
» profissões
» pé na tábua
» pratos & cia
» shenews
» ambientes
» baladas & etc
» rindo deles
» colunistas
» quadrinhos
» cartões virtuais
» concursos
» fórum virtual


 
 

 
 
»

Parece título de novela venezuelana, mas serve pra todo mundo. Domar paixões deveria ser matéria de escola, pra que a gente começasse a aprender desde a primeira infância.

Paixão aqui não é apenas a amorosa, que é um caso particular do imenso oceano de paixões onde quase nos afogamos diariamente. A paixão aqui é todo sentimento exacerbado, inflado, que toma conta da razão, como a raiva, a vingança, o ódio, a inveja, a alegria que faz a pessoa subir na mesa do bar ou beijar o garçom.

Claro, é bom ter momentos de paixão, de loucura, faz parte da experiência de vida. Mas não é pra viciar, não é para perder o controle e virar escrava das explosões temperamentais, nem de bom nem de mau humor. Gente descontrolada é desagradável e a falta de semancol faz mal para as relações e para a carreira profissional...

Eu sou uma apaixonada, que ri das próprias piadas, teatral, dramática e exagerada. Por isso, procuro o equilíbrio para domar minhas paixões.

E por que temos que domar essas feras interiores, se elas existem na natureza? Porque a cidade não é a selva e porque as pessoas nem sempre acham graça no que somos. Ao contrário, há muitas criaturas sem amor, sem sentimento, endurecidas e que estão aqui para saciar sua sede de vingança. Essas pessoas cruéis, nem tanto por opção, mas por falta de oportunidade de vivenciar o bem, criam armadilhas. E qualquer fera cai numa armadilha bem feita.

Pois é assim que operam, na covardia escusa do buraco disfarçado e recoberto de folhas, contando com a inocência do leão que pisa em falso. Há também o caçador que atrai a fera com a espingarda, sabendo que alguns metros antes a fera pisará na armadilha e será erguida pela perna até o alto da árvore.

Caçadores existem, armadilhas existem, o que nos leva a crer que é melhor domar a fera publicamente. Para que ela tenha liberdade, você precisa garantir a segurança. E isso, só no habitat do seu território.

Para que a imagem de caça e caçador não perdure, vamos substituí-la antes da despedida por uma imagem mais amena, que li outro dia no site da revista Fast Company. Era uma frase curta, uma chamada de matéria, em inglês que dizia: "Don't hunt for job. Farm for one." Ou seja, não saia caçando um emprego, plante um.

Semeando, cuidando das mudas, você vai conseguir colher os frutos em todos os sentidos.

O importante é não se deixar abater, pois o mal existe. E jamais atacar um covarde, pois seu pavor é maior que sua coragem. Touché.









índice | home
..