a



» sexo
» beleza
» use e abuse
» gente
» esoterismo
» moda
» ela+ele
» comportamento
» saúde
» vida light
» gdes mulheres
» só deles
» profissões
» pé na tábua
» pratos & cia
» shenews
» ambientes
» baladas & etc
» rindo deles
» colunistas
» quadrinhos
» cartões virtuais
» concursos
» fórum virtual


 
 

 
 
»

A pergunta procede, especialmente quando a gente vê o balancete das indústrias de cosméticos, das clínicas de emagrecimento e cirurgia plástica, das academias de ginástica e de toda a mídia especializada em revistas e vídeos de boa forma. Todas as mulheres do mundo querem ser gostosas. Eu mesma daria meus dois celulares e um Golf97 para ter as medidas sonhadas por toda mulher, 90-60-90.

E, por que as mulheres querem ser gostosas? Exatamente pra quê? Bem, vejamos. Ser gostosa não é o mesmo que ser apenas saudável. Não vale ter o peso ideal é preciso tê-lo distribuído de forma proporcional. Nenhuma mulher com 50 kilos aceitaria ter 48 acima do umbigo e dois abaixo, um pra cada perna, correndo o risco de parecer uma batata inglesa sobre dois palitos de dente.

Cada um tem um modelo de corpo ideal, claro, mas existem unanimidades, ou pelo menos, é o que parece dizer o público internacional das garotas do Crazy Horse. Duvido que qualquer homem com a cabeça no lugar diria que as moças são feias. Ou que não tem corpos bonitos. Pode até haver quem ponha ali e tire acolá, mas no geral, elas estão muito bonitas na foto.

Digamos que toda mulher pudesse ter a opção de ter um ‘corpitcho’ daqueles, forever. E aceitassem. O que elas fariam com um corpo perfeito, enlouquecedoramente sedutor? Sairiam dando pra todo mundo? Picariam as roupas em decotes, fendas e rachos, pra mostrar tudo de uma vez? Se atirariam nos braços do primeiro que aparecesse, como diz o clichê das traídas?

Talvez, no princípio, muitas saíssem por aí, exercendo o poder de sedução, exatamente como os novos ricos fazem com o dinheiro fácil. Mas depois do primeiro impacto, tudo passa. E depois, nem as prostitutas conseguem ter mais relações por dia do que um certo número padrão. Essa história de que lavou, enxugou, tá novo, tem suas limitações. De tanto lavar e enxugar, tudo se desgasta, nem que seja por erosão.

Além do mais, se todas as mulheres ficassem subitamente gostosas, todas seríamos iguais, não haveria destaque. O que faríamos então, com nosso poder das medidas? Compraríamos todas as roupas tamanho 38 dos shoppings? Tiraríamos todas as fotos de biquíni que sonhamos durante a vida? Sentiríamos a segurança dos que se sabem belos e irresistíveis?

Não respondo pelo todo, mas bem que eu queria dar uma voltinha com a embalagem da Gisele Bündchen, só para experimentar.

Eu entraria logo cedo no trabalho, impressionando o manobrista da garagem. Ele pegaria meu carro babando e eu partiria em passarela, em direção à portaria do prédio, para deleite da turma da portaria. No elevador, certamente, algum rapaz apertaria o quarto andar para mim. Minha entrada seria triunfal na sala onde trabalhão, anexo ao departamento de criação. Sob um coro de fiu-fius, eu sentaria em minha cadeira e ligaria meu PC. Os emails trariam cantadas à cântaros. Eu, entediada, ligaria apenas para meu maridão para dizer que é muito chato ser gostosa. E me concentraria no trabalho na certeza de que uma mulher linda pode também ser inteligente.

Talvez às 7 da noite eu já estivesse achando tudo igual e às 9 estaria morrendo de pressa para voltar pra casa, abraçar meus filhos e brincar com minha cachorrinha de 2 meses. Antes de dormir, tomaria o mesmo banho, passaria os mesmos cremes e perfumes e me prepararia da mesma forma para a cama, com o homem da minha vida. Depois dos primeiros aconchegos, nada mais faria diferença ou sentido.

Quando as respirações se encontram, as mãos se percorrem e as texturas se reconhecem, o todo fica maior que as partes, e os corpos e seus contornos se misturam.

Claro, ser gostosona deve ajudar um bocado, mas quem já aprendeu o caminho sublime do orgasmo sabe que o prazer não tem forma. E nem memória. E que só a prática leva à perfeição.

Manter a juventude, sim, sempre que possível. Manter a forma, claro, faz bem e facilita a segurança interior.









índice | home
..